• Comunicação MSTC

STJ nega liminar para libertação de Preta e Sidney

Atualizado: 28 de Jul de 2019

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, negou nesta quarta-feira, 10, o pedido de liminar para imediata libertação da publicitária e produtora cultural, Preta Ferreira da Silva, e do educador Sidney Ferreira da Silva, presos desde o dia 24 de junho, acusados sem qualquer fundamento da prática de extorsão. O processo ainda se encontra em fase de investigação.


A decisão contrária a liminar foi publicada no site do Tribunal, mas a defesa ainda aguarda acesso à integra do documento para analisar os argumentos que embasaram a negativa e, desta forma, definir as medidas jurídicas adequadas para revogar as prisões arbitrárias dos presos políticos, filhos de Carmen Silva, líder do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC), e uma das maiores lideranças do movimento de moradia de São Paulo, sendo a mesma também perseguida neste processo.


Acesse a nota em pdf

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram