• Comunicação MSTC

Operação Povo Sem Fome





Operação Povo Sem Fome é a primeira etapa de trabalho da iniciativa que atuará entre as populações mais esquecidas da capital paulista


O Movimento Sem-teto do Centro faz parte do grupo de gestão de crise Comitê Popular de Combate ao Covid-19, organizador da Operação Povo Sem Fome para levar apoio imediato às famílias dos territórios vulneráveis ao coronavírus em SP. São mais de 20 núcleos elencados em ocupações, cortiços, a região conhecida como Cracolândia, áreas que concentram população em situação de rua e catadores e também favelas.


Em um esforço conjunto vamos mapear os locais onde a crise se mostra mais aguda e captar recursos para atender as demandas das populações mais vulneráveis da cidade de São Paulo, em especial da região central. Na atual etapa da campanha, a Casa Verbo distribuirá 3.000 cestas básicas, como forma auxiliar as famílias beneficiárias a se manterem em quarentena, durante o período de pandemia.


Autogestionário, o comitê surgiu nos movimentos sociais organizados, sob a condução de Carmen Silva Ferreira, ativista pelo direito à cidade, e Casa Verbo, organização que constrói e dissemina meios para efetivação do direito à moradia e à vida digna.

Os recursos para a compra das cestas resultam da parceria com a Plataforma Covid-19, integrada por BEĨ Editora, Por quê?- economês em bom português, Instituto BEĨ e núcleo de Mulheres e Território do Laboratório de Cidades do Insper/ Arq. Futuro, com o apoio da Fundação da Tide Setúbal e do Instituto Galo do Amanhã.


Entretanto, as demandas das famílias em situação de vulnerabilidade serão ampliadas, na proporção direta da ampliação do período de quarentena, o que permite prever que essas famílias também necessitarão de apoio para aquisição de gás de cozinha e de produtos destinados à higiene pessoal e à limpeza doméstica, além da cesta básica. Para tanto, o Comitê Popular de Combate ao Covid-19 captará recursos e doações financeiras, além de estabelecer parcerias com o poder público e diferentes atores da sociedade civil.

São coautores do projeto: Movimento Sem-teto do Centro (MSTC), Humanicidades Soluções Urbanas Criativas, Projetech – Projetos Técnicos e Social, Aparelhamento Cultural, Novolhar Conexões Cidadãs.


Como vai funcionar:


Com ajuda das lideranças dos núcleos, será feito um censo para levantar o perfil das populações em vulnerabilidade social. Por meio de um formulário, serão identificadas as pessoas que residem na mesma casa, quantas são crianças, idosos, desempregados ou autônomos.

Com base no levantamento, a ajuda será disponibilizada aos mais necessitados e aos que estão sem atenção do serviço público. Além da equipe profissional – pessoal de saúde, assistência social e de pesquisa para a aplicação e avaliação dos questionários –, o projeto está aberto à participação de voluntários.


O comitê tomará todas as providências para evitar a contaminação e a retransmissão do vírus, mediante o uso de EPIs (equipamentos de proteção individual) e orientação sobre segurança biológica. A entrega das doações aos cadastrados será documentada, visando à prestação de contas aos que colaborarem com o projeto.


As doações são muito importantes. Os interessados em colaborar devem entrar em contato com a Casa Verbo:

Rua São Domingos, 211, Bela Vista | Tel: (11) 3107-3448 | contatocasaverbo@gmail.com


Acompanhe notícias do Comitê Popular de Combate ao Covid-19 no Instagram:

@casaverbo

@carmensilvamstc_

@movimentomstc_

Facebook:

@casaverbocasa

@carmensilvamstc

@movimentosemtetodocentro


  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram